Ciência e Tecnologia a favor do desenvolvimento regional
Programa da SEDECTES reúne IES e órgãos públicos na Unimontes
Publicado: 24/10/2017 16:39 | Atualizado: 31/10/2017 16:05
Divulgação/Unimontes Divulgação/Unimontes

“Criar conexões mais concretas e potencializar o conhecimento cientifico a favor do desenvolvimento do Estado de Minas Gerais por meio da interação entre as Instituições públicas de Ensino Superior e os diversos órgãos públicos, terceiro setor, setor produtivo e entidades ligadas ao desenvolvimento social”. Este é um dos objetivos do Programa Aliança Estratégica que nasceu durante o último Fórum de Dirigentes das Instituições Públicas de Ensino Superior de Minas Gerais realizado em Diamantina. 

A proposta do programa Aliança Estratégica é ampla. O Governo do Estado de Minas Gerais, por intermédio da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (SEDECTES), elencou as 18 Instituições Públicas de Ensino Superior (IES), nas diferentes regiões do estado. A ideia é integrar as IES e criar possibilidades de melhor aplicação da ciência, tecnologia, pesquisa, ensino e extensão na solução de problemas. O programa tem o apoio da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais (Fapemig). 

A primeira reunião do Programa Aliança Estratégica foi realizada nesta terça-feira (24), no campus-sede da Universidade Estadual de Montes Claros e contou com as presenças de reitores, pró-reitores e representantes de órgãos como a Secretaria de Estado de Desenvolvimento e Integração do Norte e Nordeste de Minas Gerais (Sedinor), Instituto de Desenvolvimento do Norte e Nordeste se Minas Gerais (Idene), Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado de Minas Gerais(Emater), e a Empresa de Pesquisa Agropecuária de Minas Gerais (EPAMIG). foi criado um grupo de trabalho para atuação conjunta das IES e órgãos do Estado e organizações.   

sub secretario

Subsecretário Márcio Portes (Foto: Anthony Juliano / ASCOM Unimontes)

“A Universidade Estadual de Montes Claros compreende que esta integração entre as IES é de fundamental importância considerando que excelentes praticas podem surgir do universo acadêmico em beneficio do bem estar social e econômico da nossa população. Estamos abertos para colaborar com o programa e reconhecemos o esforço do Governo do Estado de Minas Gerais por meio da Sedectes em assumir este desafio”, relatou o reitor da Unimontes, professor João dos Reis Canela. 

O subsecretário de Ensino Superior, professor Márcio Rosa Portes, apresentou oficialmente o programa e destacou a estrutura organizacional e o papel de cada Instituição. “Este programa envolve à pesquisa, ciência, tecnologia, inovação, empreendedorismo e extensão de cada IES, e neste eixo, serão levadas soluções para as demandas do nosso Estado com as especificidades de cada região, ou seja, iremos explorar o potencial de cada estudo e tecnologia a favor do desenvolvimento econômico, social e sustentável”, ressaltou. 

Para o reitor do Instituto Federal do Norte de Minas Gerais (IFNMG), professor José Ricardo Martins da Silva, a iniciativa é de extrema relevância para todas as IES. “Esta iniciativa é muito importante e vejo como um instrumento de grande ajuda para a nossa região, pois as Universidades e os Institutos federais têm desenvolvido produtos que podem sim colaborar com o progresso social do nosso Estado. Estou confiante e disposto a colaborar por meio das ações do IFNMG”, afirmou o reitor. 

reitor IFNMG

José Ricardo, reitor da IFNMG (Foto: Anthony Juliano / ASCOM Unimontes)

Já o Pró-reitor de Pesquisa e Pós-Graduação da Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri (UFVJM) enfatizou a ação estratégica do programa. “Considero oportuna a iniciativa já que as IES produzem ciência e conhecimento que podem ser utilizados a favor do desenvolvimento, e neste contexto, esta conexão funcionará como catalisador de todo o processo que se inicia”, disse. 

GRUPO DE TRABALHO

A primeira reunião do programa Aliança Estratégica resultou na formação de um grupo de trabalho que já encaminhou sugestões de projetos e programas em diferentes áreas para submissão e análise da coordenação do programa. A coordenação geral está a cargo do professor Jaider Batista da Silva. 

Em cada região será escolhido um articulador regional para facilitar as atividades dos grupos de trabalho. 

 

 CRONOGRAMA

As próximas reuniões serão realizadas nos seguintes territórios: 

Novembro

Caparaó- Vale do Rio Doce e Vale do Aço (UFJF, UFV, IFMG). 

Dezembro

Região Metropolitana de Belo Horizonte (CEFET-MG, UFMG, UFSJ, UFOP, IFMG e UEMG). 

Fevereiro/2018

Vertentes e Zona da Mata (UFJF, UFSJ, UEMG, IF Sudeste e CEFET-MG). 

Março/2018

Sudoeste- Sul e Oeste de Minas Gerais (UEMG, UFLA, UNIFAL, UNIFEI, IFMG e IFSul).  

Abril/2018

Triangulo Mineiro (Norte/Sul) e Noroeste (UFU, UFTM, IFTM, UEMG e CEFET-MG),